5 formas de testar o Ubuntu sem mexer no seu Windows

Aviso importante!

Eu sei que você não quer ver propagandas, porém o conteúdo gratuito só está aqui graças a publicidade. Considere desativar o AdBlock para esse site.

Para muitos o Linux (seja qual for a distribuição) ainda é um sistema complicado e difícil de usar, mas, esse (pré)conceito está mudando gradativamente. O Linux está entrando com força total no mundo dos games e no cenário educacional, o que tende a trazer grandes mudanças para um futuro não muito distante.

Eu não sou usuário em full time do sistema do pinguim, mas tenho uma instalação do Ubuntu em uma bancada de testes que me salva em muitas situações cotidianas (backup de máquina sem SO, clonagem de HDs, etc). Esse gosto pelo sistema surgiu justamente da possibilidade de poder testá-lo sem afetar o Windows da minha máquina, e isso foi há muito tempo atras (lá na versão 6.06 do Ubuntu).

Por isso, decidi escrever sobre as 5 principais formas de testar o Ubuntu sem a necessidade de mexer no seu sistema atual (Windows), confira:

Live CD

Esta, é sem dúvida, a forma mais comum de testar o SO. Tudo que você precisa é seguir alguns poucos passos:

  1. Baixe a versão mais recente (ou outra de sua preferência) do Ubuntu.
  2. Grave a imagem .ISO que você baixou em um DVD.
  3. Configure seu computador para dar boot a partir do drive de DVD.
  4. Insira o DVD, reinicie a máquina e teste o que quiser.

Além de testar o sistema sem afetar em nada o sistema atual do computador, você pode fazer muitas outras tarefas interessantes com um live CD, veja algumas neste post.

Pendrive USB

O pendrive é uma solução "moderna" para quem não quer gravar um DVD, e de quebra ainda ter a possibilidade de salvar as alterações feitas durante a sessão usada via drive USB. Siga estes passos para criar seu pendrive de boot:

  1. Baixe a versão mais recente (ou outra de sua preferência) do Ubuntu.
  2. Crie um drive USB bootável.
  3. Configure seu computador para dar boot a partir do drive USB.
  4. Conecte o pendrive, reinicie a máquina e seja feliz :)

Máquina virtual

A máquina virtual exige um pouco mais de conhecimento, uma vez que é preciso saber como instalar o sistema em uma VM para ter uma boa experiência de uso. Para instalar e usar o Ubuntu em uma máquina virtual siga estes passos:

  1. Baixe a versão mais recente (ou outra de sua preferência) do Ubuntu.
  2. Crie uma máquina virtual usando o VMware ou o VirtualBox.
  3. Instale o Ubuntu na máquina virtual.
  4. Instale o VMware Tools.
  5. Desfrute seu novo sistema operacional.

Demonstração online

Essa não é a forma que irá lhe proporcionar a melhor experiência de uso, mas é uma alternativa para quem não quer baixar, gravar ou instalar nada no computador para conhecer o Ubuntu. Tudo que você precisa é acessar o site www.ubuntu.com/tour/en e fazer o tour virtual do sistema.

WUBI (Windows Installer)

O WUBI é um instalador que ofecer a possibilidade de instalar o Ubuntu "dentro" do Windows, como se fosse um outro aplicativo qualquer. O processo é totalmente seguro e isola totalmente o Linux em um pedaço (pré definido) do seu disco rígido.

Ao reiniciar o computador serão apresentados dois sistemas para que você escolha qual deles deseja usar. Quando você não quiser mais usar o Ubuntu dentro do Windows (seja porque não gostou do sistema ou para instalá-lo da maneira correta), basta entrar no Windows e desinstalar o mesmo pelo "Adicionar/Remover Programas" do painel de controle.

Espero que você tenha gostado deste post, e caso não conheça ou não tenha utilizado o Ubuntu aventure-se pelo mundo do software livre.

Fique à vontade para compartilhar o post com seus amigos nas redes sociais ou então deixar um comentário logo abaixo. Abraço!

Sobre o autor

Ricardo Bernardi

Sou técnico em hardware e desenvolvedor web, e sobre estes dois assuntos comecei a compartilhar aulas e artigos, tornando-me blogueiro em 2008. Em 2010 esse hobby virou profissão, e desde então tenho buscado melhorar e profissionalizar cada vez mais os projetos que mantenho na web.

Comentários

Atualmente temos 6 comentários para este post. Participe você também, clique aqui e comente sobre o assunto.

Deixe seu comentário