Desktop ou notebook, qual a melhor escolha?

Aviso importante!

Eu sei que você não quer ver propagandas, porém o conteúdo gratuito só está aqui graças a publicidade. Considere desativar o AdBlock para esse site.

Notebooks e ultrabooks cada vez mais fazem parte da nossa vida, porém os desktops ainda tem seu espaço no coração de muitos usuários. Antes de mais nada, quero deixar bem claro que a decisão depende da sua necessidade, mas a partir de agora vou citar algumas vantagens de cada um deles, e talvez isso ajude na hora de decidir.

Notebooks e ultrabooks

Eles estão em todas as prateleiras de lojas e já superaram as vendas de PCs há muito tempo, e agora estão perdendo a vez para os tablets e smartphones, essa é a regra que se aplica naturalmente ao mercado.

Os portáteis são indicados para quem precisa levar o computador junto para todo lugar, seja a trabalho ou lazer, basta ter uma mochila ou pasta adequada e você tem tudo que precisa sempre à mão. Além disso, eles funcionam até mesmo sem energia elétrica, o que muitas vezes pode salvar bons negócios.

Claro que tudo isso tem um preço, afinal de contas um notebook com uma configuração bem modesta geralmente sai mais caro que um PC mediano. Se você precisa executar aplicativos pesados (CAD, edição de vídeo/imagens), o preço fica mais salgado, e quando o assunto é games... seu bolso sente o golpe!

Além do preço, os laptops são desconfortáveis para quem precisa usar o computador o dia inteiro, pois a grande maioria tem telas pequenas e que não ficam na mesma linha de visão, forçando o usuário a deixar o pescoço levemente inclinado (torcicolo na certa). Outro ponto muito desconfortável é o teclado, que "obriga" você a deixar os pulsos quase suspensos por conta da altura da carcaça, fazendo com que a probabilidade de ter tendinite aumente significativamente.

Desktop ou estação de trabalho

Apesar das vendas de PCs caírem a cada ano, esse é um item que certamente vai seguir no mercado por longos anos. A lista de benefícios é grande e alguns são básicos para quem precisa da máquina para trabalhar.

A primeira grande diferença está no preço, pois não é preciso gastar tanto para ter um bom PC. E de quebra você ainda tem a possibilidade de fazer upgrades conforme a necessidade, coisa que nos notebooks é bem mais limitada ou impossível em alguns casos. Outro detalhe é que ao fazer upgrade, nem sempre é preciso "jogar fora" o componente antigo, se você quiser instalar um SSD por exemplo, pode continuar com seu HD normalmente.

Outro ponto que pesa bastante à favor dos PCs é a facilidade de reparos, afinal de contas é muito simples abrir um gabinete para fazer manutenções preventivas ou corretivas, já um notebook... bom, você sabe.

As duas grandes desvantagens ficam por conta da mobilidade (que é praticamente ZERO) e o consumo de energia que é muito maior em um desktop.

E agora?

Bom, chegamos ao ponto crucial do nosso artigo, escolher a melhor opção, e para isso você deve fazer a perguntinha básica: o que eu REALMENTE PRECISO?

Se você precisa mobilidade e praticidade, a escolha já está feita e com certeza é um portátil, agora se você precisa desempenho aliado a um bom custo X benefício, além de conforto para usar... então você precisa de um bom desktop.

Eu particularmente não abro mão de um bom desktop em casa, pois é impossível gravar e editar meus vídeos em um notebook sem gastar algo em torno de R$ 5.000,00 em um bom aparelho (e ainda ficaria sem um monitor e teclado confortáveis).

Apesar de ter sido um artigo bem simples, espero que ele lhe ajude a decidir na hora da escolha. Abraço à todos e até breve!

Sobre o autor

Ricardo Bernardi

Sou técnico em hardware e desenvolvedor web, e sobre estes dois assuntos comecei a compartilhar aulas e artigos, tornando-me blogueiro em 2008. Em 2010 esse hobby virou profissão, e desde então tenho buscado melhorar e profissionalizar cada vez mais os projetos que mantenho na web.

Comentários

Atualmente temos 5 comentários para este post. Participe você também, clique aqui e comente sobre o assunto.

  • LauroRM comentou em

    O artigo é preciso como sempre. Para mim não tem muito segredo, tirando o lance da mobilidade, as vantagens de um portátil para por aí.

    Responder
  • Clairton comentou em

    Acho que uma boa forma para pessoas que trabalham com programação é ter um equilíbrio entre desktop e notebook, em casa passando o dia todo trabalhando um desktop é muito confortável mas se preciso me deslocar para a faculdade/congresso ou qualquer coisa eu levo o um notebook.

    Responder
  • andrescofield comentou em

    Comprei um PHN15006 da Philco há uns 3 anos, deixei de lado o Desktop e fui por not, sinceramente, hoje minha placa de vídeo está ultrapassada e não tenho opção de upgrade. Me arrependo de não ter pensado direito na época e agora sinto falta de um Desktop, rs. Valew pelo video, abraço!

    Responder
  • Nelito Zangui comentou em

    Montei o meu PC em 2002 e tenho vindo, até agora, a fazer upgrades e não tenho gastado muito. Tenho usado também Notebook mas, simplesmente por questões de mobilidade, como fizeste referência. Pessoalmente dá-me mais jeito o PC que notebooks pelo factor Troca de Componentes e por comodidade em usá-lo. Mas, como gostos são gostos, fica de facto à escolha do usuário. Se me viessem pedir conselhos a respeito, diria que não me tenho arrependido por usar PC (risos).
    Um abraço

    Responder

Deixe seu comentário