Pasta térmica - Que quantidade aplicar?

Aviso importante!

Eu sei que você não quer ver propagandas, porém o conteúdo gratuito só está aqui graças a publicidade. Considere desativar o AdBlock para esse site.

Principalmente pra quem é iniciante no mundo do hardware, acertar a quantidade de pasta térmica em um processador é tarefa bem complicada. É comum lambuzar toda placa mãe por aplicar em excesso e também é comum ter problemas de aquecimento elevado por aplicar uma quantidade insuficiente.

Infelizmente a única forma de aprender é fazendo, mas como não conseguimos ver o que acontece por baixo do dissipador quando ele é colocado, fica complicado avaliar a situação. Veja nesse vídeo como você pode praticar de forma bem didática a aplicação de pasta térmica até descobrir a quantidade ideal que deve ser aplicada.

Sobre o autor

Ricardo Bernardi

Sou técnico em hardware e desenvolvedor web, e sobre estes dois assuntos comecei a compartilhar aulas e artigos, tornando-me blogueiro em 2008. Em 2010 esse hobby virou profissão, e desde então tenho buscado melhorar e profissionalizar cada vez mais os projetos que mantenho na web.

Comentários

Atualmente temos 4 comentários para este post. Participe você também, clique aqui e comente sobre o assunto.

  • GIOVANI comentou em

    E se espalhar a pasta de modo uniforme que cubra toda a área, sem precisar que o cooler faça este serviço com pressão? É possível fazer isso?

    Responder
  • Agnaldo comentou em

    Amigo, não faltou pasta térmica, na verdade sobrou (ela escorreu até a borda do die do processador, sendo que o ideal é ficar um círculo no centro para a maioria dos processadores). Nesse caso, da forma que foi aplicada, teria 1º ou 2º C acima da temperatura se aplicasse menos (coisa que pode ser desconsiderada na prática). Mas o ideal é aplicar menos que isso para uso com dissipadores lisos embaixo em DESKTOP (a aplicação é diferente em dissipadores com heat pipe e notebooks, nesse caso se espalha ela por toda superfície, removendo o excesso e deixando o mínimo possível).

    A pasta térmica em excesso dificulta a transferência de calor, por isso deve ficar apenas uma "impressão digital" no centro do die da CPU, quanto mais pasta térmica, pior (o tamanho ideal seria menor ainda que 1 "grão de arroz redondo" aplicado no centro é o suficiente). Pra quem compra em pote, é só fazer uma gambiarra e colocar em uma seringa sem agulha (fica top, muito melhor do que espátula).

    Pra testar saber se ficou boa aplicação, você tem que enxergar o die do processador depois que o dissipador espalhou a pasta. Se retirou o dissipador e a pasta está cobrindo a superfície e você praticamente não enxerga por baixo dela, tem pasta demais. Se retirou o dissipador e ela se parece com uma impressão digital e você consegue ver a superfície do processador EMBAIXO da pasta, você aplicou a quantidade ideal.

    O ponto central resolve para a maioria dos processadores, mas em alguns modelos a aplicação correta deve ser uma linha vertical ou horizontal, depende muito se é AMD ou Intel e qual modelo. Quanto mais pasta térmica, pior.

    Responder
    • Ótima aula Ricardo! Parabéns ao canal e a você também Agnaldo! realmente as explicações provém de uma lógica concreta e correta. Parabéns!

      Responder

Deixe seu comentário