Dicas para comprar o PC perfeito para sua necessidade

Aviso importante!

Eu sei que você não quer ver propagandas, porém o conteúdo gratuito só está aqui graças a publicidade. Considere desativar o AdBlock para esse site.

Comprar um PC não é mais tarefa simples, e se você não tiver um mínimo de informação sobre o assunto a probabilidade de levar um "calote" de algum vendedor de loja é muito grande. Isso por dois motivos muito simples: o vendedor de loja está interessado na venda (comissão) e geralmente não sabe praticamente nada de informática (nunca generalizando).

Então antes de sair em busca do PC ideal, entenda que existem basicamente dois tipos de computadores, o chamado PC enlatado e o PC montado. O enlatado é aquele vendido em grandes magazines e varejistas, que vem "pronto", enquanto o montado é aquele que uma loja especializada em equipamentos de informática (ou um técnico) compra as peças e faz a montagem da máquina.

Mas e qual deles é melhor? Quais as vantagens e desvantagens de cada um? É isso que vamos começar a entender a partir de agora.

PC enlatado

O computador que vem "pronto" direto do fabricante é indicado para uso doméstico e tarefas simples, puramente voltadas para o lazer e estudo. Geralmente é um PC de baixo desempenho e composto por componentes de má qualidade, o que reduz a vida útil e torna o upgrade (troca ou melhoria de peças e componentes) mais difícil de ser feito.

A principal vantagem deste tipo de produto está no preço, uma vez que não temos bons componentes e as máquinas são produzidas em larga escala, os fabricantes podem oferecer preços bem mais atrativos ao consumidor, ganhando os clientes pelo bolso.

PC montado

Estamos falando aqui de uma máquina com a cara do cliente, onde todos os componentes são escolhidos a dedo, formando um conjunto de alta performance e durabilidade. Este tipo de equipamento oferece uma confiabilidade maior, permitindo a execução de tarefas mais complexas de acordo com a necessidade do cliente.

O PC montado geralmente custa um pouco mais caro (em média 20%) que o enlatado, mas em contrapartida é a escolha ideal para quem quer trabalhar ou jogar. O porém deste tipo de máquina é o conhecimento exigido para a aquisição, ou seja, você precisa ter algum conhecimento sobre o assunto ou contratar um técnico de confiança para montar a configuração pra você, caso contrário a chance de "comprar gato por lebre" é enorme.

O que devo escolher então?

Com base no uso que será dado ao computador é que devemos tomar a decisão da compra. Se você pretende somente usar para acessar a internet, fazer pesquisas, ler emails, organizar suas fotos e vídeos pessoais entre outras tarefas domésticas, pode comprar um computador de loja que ele irá atender sua necessidade.

Para uso doméstico praticamente qualquer computador de loja vai servir, porém se você pretende usá-lo por um bom tempo é melhor comprar um com 3 GB ou mais de memória, HD de 500 GB e um processador recente, como os Phenon da AMD ou I3 da Intel.

Agora se você usa para trabalhar com design, programação, edição de vídeo, projetos 3D (CAD) ou jogar games pesados, a conversa muda de direção e deve-se partir para a montagem de um computador específico para o seu caso de uso.

Detalhes a serem observados

Gabinete

Praticamente ninguém presta atenção nesse detalhe, e depois acaba pagando um preço caro por não ter planejado algumas situações. O gabinte é peça chave para um PC, pois é nele que serão acondicionados todos os componentes, logo se ele não for adequado ao tamanho e desempenho dos componentes, o super aquecimento e a falta de espaço pode causar danos à máquina.

Não compre gabinetes com menos de 19 cm de largura, pois caso você queira trocar o cooler do processador, pode não caber outro no lugar. Preste atenção também aos locais disponíveis para instalação de coolers adicionais e dê preferência para gabinetes que ofereçam estes espaços na parte frontal para uma boa refrigeração interna.

Fonte de alimentação

Compre sempre fonte de potência real e que seja realmente compatível com os componentes do PC. Para saber a potência adequada que a fonte deve ter, faça este cálculo e descubra.

Placa mãe

A placa mãe, como o próprio nome sugere é o carro chefe do PC, pois é nela que serão conectados todos os demais componentes, portanto escolha a dedo uma boa motherboard. Prefira placas com 4 slots para memória RAM para futuros upgrades.

Sugiro também que escolha uma placa com vídeo on-board, pois se algum dia sua placa de vídeo queimar você não fica sem computador até comprar uma nova, podendo usar a placa integrada enquanto isso. Se você pretende jogar games de última geração, será obrigatório uma mother com 2 slots PCI Express para placas de vídeo, com a finalidade de unir mais de uma VGA.

Processador

Para trabalhos em geral não é necessário tecnologia de ponta, mas para games ou edição de vídeo e desenhos 3D é melhor se preparar para gastar um pouco mais. Nestes casos a escolha de um processador de última geração é fundamental. Para tarefas extremas procure processadores com clock de no mínimo 3.0 GHz de 6 núcleos ou mais e com memória cache superior a 6 MB.

Memória RAM

Os pentes de memória comprados individualmente são bons para uso geral, mas para computadores top de linha adquira kits de memória com 2 ou 4 pentes e preferencialmente de marcas conceituadas como Corsair e OCZ. Estas memórias geralmente já vem com overclock de fábrica e um desempenho muito superior a suas concorrentes.

Para trabalhos em geral 4 ou 6 GB de RAM está de bom tamanho, agora para uma máquina que será mais exigida, no mínimo 8 GB DDR3 com overclock de fábrica e dissipadores de calor para uma melhor durabilidade.

Disco rígido - HD

O HD, apesar de muitas pessoas não darem tanta importância, é uma peça chave no conjunto. Isso porque ele geralmente é o componente mais lento de todos, o que acaba ocasionando uma redução da performance da máquina como um todo. Assim sendo se você quer uma máquina top de linha, fuja dos HDs de 7.200 RPM (que são a maioria).

Opte por um disco de 10.000 RPM (sim, é bem mais caro) ou então por um conjunto de uma disco SSD para instalação de sistema e aplicativos, e outro HD normal para armazenar seus arquivos pessoais.

Placa de vídeo

Bom, este é um detalhe muito importante principalmente para montar um PC para jogos, mas eu já escrevi um artigo para lhe ajudar a escolher uma boa placa de vídeo, portanto, leia-o.

Isso é o principal, observando estes detalhes você com certeza irá adquirir uma boa máquina que não vai te deixar na mão quando você precisar dela. E não esqueça sempre de que o barato as vezes custa caro, contrate um técnico para ajudar na escolha dos componentes e também para fazer a montagem do PC.

Ah, já estava esquecendo: eu dei as dicas, agora use-as para decidir sua compra. Não adianta deixar comentário pedindo para eu avaliar opções de compra ou pedindo dicas de configurações pois eu não faço este tipo de serviço.

Sobre o autor

Ricardo Bernardi

Sou técnico em hardware e desenvolvedor web, e sobre estes dois assuntos comecei a compartilhar aulas e artigos, tornando-me blogueiro em 2008. Em 2010 esse hobby virou profissão, e desde então tenho buscado melhorar e profissionalizar cada vez mais os projetos que mantenho na web.

Comentários

Atualmente temos 6 comentários para este post. Participe você também, clique aqui e comente sobre o assunto.

Deixe seu comentário