Porque cobrar mais para atendimento em domicílio

Aviso importante!

Eu sei que você não quer ver propagandas, porém o conteúdo gratuito só está aqui graças a publicidade. Considere desativar o AdBlock para esse site.

Desde que escrevi este artigo onde falo sobre precificação de atendimentos domiciliares recebo com alguma frequência perguntas do tipo: por que cobrar mais para atender o cliente em casa. Sinceramente eu até hoje não entendo de onde surge a dúvida dessas pessoas, mas resolvi que era hora de escrever sobre o assunto a acabar com a dúvida de todos de uma vez.

Vou expor aqui alguns pontos, que considero ser suficientes, para justificar a diferença nos valores.

Deslocamento

A primeira questão em um atendimento à domicílio é o custo e tempo perdido no deslocamento até o local do serviço. Não importa se você vai ir a pé, bicicleta ou carro, ao sair pra rua você está perdendo seu tempo e gastando combustível no caso do veículo.

Portanto, seu meu custo aumenta, automaticamente o valor de meu serviço também deve aumentar.

Produtividade

Quando você estiver trabalhando em seu escritório/casa, você pode executar várias tarefas ao mesmo tempo. Pense numa formatação, onde há longos minutos de espera entre os procedimentos e atualizações.

Enquanto você pode formatar três computadores ao mesmo tempo em seu escritório, você estará fazendo somente um na casa do cliente, e isso por sua vez implica na redução da produtividade, o que novamente deve aumentar o valor do serviço.

Se eu estou no escritório, enquanto instalo as atualizações do Windows por exemplo, posso trabalhar em outra máquina ou fazer qualquer outra tarefa útil que não seja ficar jogando conversa fora com o  cliente.

Comodidade

O fato de o cliente não precisar desmontar o PC (cabos) e levar a máquina até seu escritório está gerando uma comodidade extra ao cliente, e essa comodidade tem um custo. Um exemplo que eu gosto muito de usar é o dos transportes escolares: tem o transporte normal que passa nas principais ruas e avenidas da cidade com um preço X (ou até mesmo gratuito), enquanto tem as vans particulares que pegam a criança na porta de casa e lá a deixa no final da aula.

Agora eu te pergunto: o preço destes dois serviços é o mesmo? Se na sua cidade for, me diga onde é que eu quero fazer minha mudança assim que tiver filhos em idade escolar.

Insalubridade

Esse ponto é bastante delicado, mas vamos combinar: ficar ouvindo o cliente buzinando no teu ouvido durante o serviço é a coisa mais entediante do mundo. Pior são aqueles que ficam perguntado tudo que você faz, tentando aprender o procedimento para depois tentar fazer sozinho e acabar com a máquina em poucos dias (o bom que temos mais serviço depois).

Eu prefiro formatar cinco máquinas no meu escritório do que uma na casa do cliente.

Basicamente é isso, e creio que já citei motivos suficientes para justificar o valor maior pelo serviço. Agora se você quiser perder seu tempo na rua, perder produtividade, oferecer comodidade ao cliente e ainda ficar ouvindo ele por mais de hora e ainda assim cobrar o mesmo valor pelo serviço, sinta-se à vontade e seja feliz.

Sobre o autor

Ricardo Bernardi

Sou técnico em hardware e desenvolvedor web, e sobre estes dois assuntos comecei a compartilhar aulas e artigos, tornando-me blogueiro em 2008. Em 2010 esse hobby virou profissão, e desde então tenho buscado melhorar e profissionalizar cada vez mais os projetos que mantenho na web.

Comentários

Atualmente temos 4 comentários para este post. Participe você também, clique aqui e comente sobre o assunto.

  • solracfenix comentou em

    Gostei da matéria Ricardo, ate então não havia pensado por este lado ,parabéns pelo conteúdo.
    .Geralmente esta ideia é o que passa na cabeça de muitos, principalmente dos iniciantes que para ganha clientes fazem ate mais baratos os serviços prestado como manutenção e formatação .Abraços e sucesso para seu blogs.

    Responder
  • Foi bom ler os seus vários depoimentos e motivos, mas na minha mente sempre vem só uma coisa kkk o cliente fica te perguntando querendo saber como que faz, para quando acontecer de novo ele mesmo tenta fazer(ou pior, faz pra parentes, vizinhos e amigos), assim você morre de fome e vai morar na rua pedindo esmolas.
    Abraços.

    Responder
  • Jr Faustino comentou em

    Simples e Direto. Parabéns!

    Não imaginas o que já coloquei em prática, ensinado por você.

    Obrigado, mais uma vez.

    Responder
  • adailton rodrigues comentou em

    Muito bom Ricardo, bela matéria a respeito de um assunto onde gera muita dúvida entre técnicos da área. Parabéns!

    Responder

Deixe seu comentário