Anti vírus gratuitos - Avast x AVG x Avira

Aviso importante!

Eu sei que você não quer ver propagandas, porém o conteúdo gratuito só está aqui graças a publicidade. Considere desativar o AdBlock para esse site.

Muitas pessoas tem dúvida em relação aos anti vírus gratuitos e não sabem qual escolher para proteger seus computadores e notebooks. Pensando nisso decidi colocar em prática uma ideia que há tempos eu tinha: fazer um comparativo entre os principais para ajudar na hora de escolher um anti vírus gratuito. Neste post os três produtos avaliados foram escolhidos pela popularidade e aceitação no mercado brasileiro, pois atualmente detém a maior parcela dos usuários.

Os testes que eu fiz aqui não são para definir a taxa de detecção de ameaças, mas sim para avaliar a experiência do usuário ao instalar, configurar e usar os produtos no dia a dia. Para ver testes sobre a eficiência dos produtos, recomendo o site AV-TEST que é muito completo e conceituado.

Eu sei que você está pensando: de que adianta testar a usabilidade de um anti vírus se o que importa é a taxa de detecção dele? Mas eu aposto que, mesmo o melhor anti vírus do mundo não lhe agradaria se fosse pesado, com interface poluída e difícil de instalar e usar.

Todos os testes foram feitos em uma máquina virtual isolada e sem outros aplicativos que pudessem interferir nos resultados. A instalação de todos os softwares foi feita usando o instalador online e em modo padrão, ou seja, nenhum recurso ou opção que vem por padrão deixou de ser instalado. A conexão de internet disponível para as instalações era de 4 mega.

O teste de consumo de memória foi feito após a máquina estar ligada por mais de 15 minutos e sem nenhum outro aplicativo aberto. Esse tempo permitiu que o software executasse todas as tarefas de atualização antes dos testes.

AVAST

Instalação: logo na primeira tela é oferecido um "extra" (o Dropbox ou o Chrome) o que eu considero uma tremenda pisada na bola. Uma empresa conceituada como a Avast não precisa lançar mão desse tipo de artimanha, afinal eles querem divulgar os próprios produtos ou de outras empresas???

A instalação demorou cerca de 12 minutos e logo após ser concluída um escaneamento rápido dos setores de inicialização do computador é executado e um tutorial com os primeiros passos é exibido junto à interface principal do software.

Registro: para usar o Avast é preciso fazer um registro gratuito usando um email ou conta do Facebook. Depois do registro você pode usar o software por um ano, após é preciso fazer um novo registro, tudo diretamente pela interface do programa.

Interface: é limpa, fácil de usar e totalmente em português. Praticamente tudo fica ao alcance de até dois cliques em uma tela com bom contraste de cores e com elementos dispostos de forma a facilitar o uso.

Consumo de memória: o consumo de memória virtual aumentou em 76 MB e o de memória física em 133 MB com o Avast em standby. Durante um escaneamento esses valores foram para 112 MB e 188 MB respectivamente e o uso de CPU ficou em média em 28%.

Experiência de uso: aqui temos um grande problema: o modo padrão do Avast é muito chato e enche o usuário com balões e sons informativos. Duvido alguém que nunca tenha levado um susto quando está concentrado trabalhando e de repente do nada, uma voz fala: "suas definições de vírus foram atualizadas". E daí? Eu não quero saber isso, eu quero que meu anti vírus faça isso silenciosamente e me deixe trabalhar em paz!

Outro ponto negativo é que apenas as definições são atualizadas automaticamente, o aplicativo não. Isso quer dizer que quando novas versões forem lançadas você continuará com a antiga na sua máquina.

Desinstalação: o processo é rápido e exige reinicialização da máquina para conclusão total. Todos os arquivos do programa foram removidos, porém alguns logs foram mantidos na máquina (coisa normal na maioria dos softwares).

O Avast é leve e tem uma boa aparência, mas peca nos avisos sonoros e balões de informação em seu modo padrão. Se instalado e configurado de forma personalizada é um ótimo aplicativo.

AVG

Instalação: a tela de instalação é limpa e o setup não oferece "extras". O tempo de instalação foi de 4 minutos, após instalado é mostrada a tela principal do aplicativo e tem início o processo de atualização que leva em média 5 minutos.

Nenhum escaneamento foi executado automaticamente, mas alguns balões de aviso com recomendações aparecem alguns minutos após a instalação.

Registro: uma licença é adicionada automaticamente durante a instalação e não é necessário mais nenhuma intervenção do usuário após isso.

Interface: é limpa, fácil de usar e totalmente em português. Praticamente tudo fica ao alcance de até dois cliques, porém em TODAS as telas há propaganda da versão PRO do software. O contraste de algumas telas é um pouco excessivo com seu fundo preto e letras brancas.

Consumo de memória: apesar de não comprometer a performance da máquina, o consumo é maior que o anterior. 164 MB de memória virtual e 157 MB de memória física em standby. Já durante um escaneamento o consumo foi de 189 MB e 282 MB respectivamente com consumo médio de CPU em 36%.

Experiencia de uso: é agradável mas tem um excesso de balões de notificação, alguns totalmente dispensáveis. Ao menos os sons são mais discretos e não tendem a matar ninguém de infarto.

Ponto positivo para as atualizações, que são automáticas tanto para as definições quanto para o aplicativo. A tela de configurações é um pouco poluída e pode assustar usuários menos experientes em configuração de aplicativos, não quero dizer que é ruim, mas que é menos intuitiva comparada a outros softwares.

Desinstalação: o processo é rápido e exige reinicialização da máquina para conclusão total. Em seu modo padrão são mantidas configurações, logs e quarentena para reutilização em futuras instalações, mas há opção para fazer a remoção completa se o usuário desejar.

O AVG melhorou muito nas últimas versões, e, apesar de ter algumas notificações desnecessárias em seu modo padrão, permite uma boa experiência quando configurado de forma personalizada.

Avira

Instalação: apesar do instalador offline ser oferecido em português, o webinstaller é totalmente em inglês, dificultando um pouco as coisas para os menos experientes. O Avira adotou claramente o conceito de proteção cloud, tanto que o instalador apenas adiciona uma interface simples ao sistema operacional e abre o navegador para continuar a instalação. Na minha primeira tentativa essa interface web travou e não avançou com a instalação.

Em uma segunda tentativa o instalador baixou os arquivos mas apresentou erro na hora de instalar, pediu para reiniciar o sistema para prosseguir automaticamente com a instalação. BASTA! Minha paciência já está por um fio, eu não quero tanto transtorno apenas para instalar um anti vírus gratuito na máquina...

Após reiniciar o sistema, o download iniciou do ZERO novamente, mas finalmente depois de TRÊS tentativa e mais de 35 minutos perdidos consegui instalar o dito cujo. Ok, pode ter sido um problema pontual, mas com a máquina no mesmo estado (sim, para cada teste a máquina era resetada ao status original) não houve problemas nos dois testes anteriores.

Registro: não é necessária nenhuma intervenção do usuário.

Interface: a pequena tela que se abre quando o ícones do tray do sistema é clicado é super moderna no estilo app de celular, mas a modernidade acaba por aí. A interface do programa principal é a mesma desde sempre e nota-se que a empresa não está preocupada em melhorar a parte visual como seus concorrentes.

E como o instalador web é em inglês, adivinhem... toda interface também ficou assim e não tem opção para mudar isso, que mancada!

Consumo de memória: o consumo em standby foi de 201 MB de memória virtual e apenas 38 MB de memória física. Já durante o escaneamento o consumo ficou em 373 MB de memória virtual e 203 MB de memória física com uso de CPU de 31%.

Experiencia de uso: não chega a ser ruim, mas precisa melhorar se quer conquistar um usuário minimamente exigente. As telas do aplicativo são simples até demais mas de certa forma isso ajuda os usuários menos experientes.

Ao contrário dos seus concorrentes que tem atualizações em streaming, ou seja, sempre que houver novas definições, o Avira apenas atualiza-se a cada 6 horas por padrão (isso pode ser alterado).

Desinstalação: para desinstalar é preciso ficar atento pois o Avira instala DOIS aplicativos que precisam ser removidos um a um. Uma coisa extremamente negativa é que junto com o Avira são instalados addons nos navegadores que não são removidos automaticamente, isso quer dizer que mesmo sem o aplicativo principal os complementos do navegador continuam lá para todo e sempre até que o usuário decida desinstalá-los.

A tendência natural de tudo é evoluir, porém não foi o que eu percebi no Avira. A experiência de uso está pior que alguns anos atrás e o excesso de simplicidade aliado com alguns problemas durante o setup fizeram ele cair muito no meu conceito.

Conclusão

Apesar do AVG ser um pouco mais "pesadão" minha escolha fica com ele por ser mais discreto em seu modo padrão e exigir menos configurações para deixá-lo perfeito para um usuário comum de computador. Em segundo lugar fica o Avast justamente por exibir tantos avisos e sons para informar (assustar) o usuário e por último e com todas a contra indicações possíveis o Avira, que foi a grande decepção dos testes executados.

Quero fazer outros testes como este e para isso você pode indicar nos comentários qual anti vírus gratuito você gostaria de ver aqui nos próximos comparativos.

Se você gostou das informações aqui apresentadas, peço que ajude a compartilhar esse artigo com seus amigos nas redes sociais, isso ajuda muito nosso trabalho e dá mais ânimo para continuar nossa jornada. Obrigado à todos que leram até aqui!

Sobre o autor

Ricardo Bernardi

Sou técnico em hardware e desenvolvedor web, e sobre estes dois assuntos comecei a compartilhar aulas e artigos, tornando-me blogueiro em 2008. Em 2010 esse hobby virou profissão, e desde então tenho buscado melhorar e profissionalizar cada vez mais os projetos que mantenho na web.

Comentários

Atualmente temos 20 comentários para este post. Participe você também, clique aqui e comente sobre o assunto.

  • Avaliação bem interessante, Ricardo. Mesmo se passando já 2 anos, o conteúdo continua interessante e facilita no processo de escolha. Processo de instalação/desinstalação, o quanto representa no processamento, usabilidade... Muito legal mesmo, parabéns.

    Atualmente, analiso quais antivírus são melhores através de 2 companhias especializadas em testes: AV-Comparatives e AV-Test. Elas realizam uma série de testes para saber como andam se comportando os principais antivírus do mercado e se os fornecedores estão cumprindo o que estão prometendo.

    Muito legal seus textos. Parabéns! Recomendei aqui para uns amigos que também são dá área.

    Responder
  • dande comentou em

    Cara todos esses antivírus são muito pesado e a maioria dos pcs, dos clientes, são meio que fracos, então na minha opinião a melhor escolha seria o panda antivírus free que apesar de ser" free" esta entre os melhores no site avtest!

    Responder
  • Avira* + Comodo**
    Também recomendo o uso do Sandboxie***

    *Usuário básico.
    **para usuários intermediários ou avançados.
    ***Não é antivírus porém é utilizado para testes preventivos em softwares.

    Responder
  • Rafael Azevedo comentou em

    Eu uso o Psafe! Acho muito bom, mas o que eu mais gosto é que ele não pesa no computador e não deixa ele lerdo pq fica todo na nuvem..já usou??

    Responder
  • luca comentou em

    engraçado que eu instalei o avira em mais de 10 maquinas aqui no serviço e nem uma deu pau na instalação, só li a descriçao do avira, e achei ela muito tendenciosa, os pontos fracos dele pra mim é relevante, eu quero um AV potente, que pegue virus, nao um "app de celular bonitinho" e como vc faz testes de AV em maquinas recem-formatadas? WTF????? vc esta testando a instalação? ou o tanto que eles são eficazes?

    Responder
  • Fernando Aranha comentou em

    Uma CORREÇÃO, no Avast tem um opção para atualizar tudo automaticamente, inclusive o programa ;)

    Responder
  • Hudson comentou em

    Legal Ricardo! Curti os testes. Vou verificar o AVG, pois o Avast trabalho com ele a anos. Até mais.

    Responder

Deixe seu comentário